javascript:; ~ INGÁ ONLINE

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Corpo de Bombeiros retoma buscas aos desaparecidos no Lago Paranoá

O Corpo de Bombeiros retomou, às 6h desta segunda-feira (23/5), as buscas às pessoas desaparecidas que estavam no barco Imagination, que naufragou no Lago Paranoá na noite deste domingo (22/5). A corporação encerrou as atividades na madrugada, por volta das 2h.

Para as novas buscas, os bombeiros vão contar com uma embarcação de festa de dois andares para apoio e também com a ajuda de pelo menos 20 mergulhadores. Os mergulhadores já iniciaram marcações com boiás na água em pontos que possivelmente podem existir corpos. Segundo a Central Integrada de Atendimento e Despacho (Ciade) do Corpo de Bombeiros, 94 pessoas foram retiradas ou conseguiram sair sozinhas do local do acidente. Pelo menos oito pessoas ainda não foram localizadas. No entanto, a corporação esclarece que, como ainda não foi divulgada a lista de passageiros, essas pessoas podem ter conseguido sair do lago, já que muitos tripulantes nadaram até áreas como o Pier 21 e a QL 12. O número oficial foi estabelecido de acordo com informações de quem estava na festa e de parentes que reclamam pelos familiares.

Entre os desaparecidos está Valdelice Fernandes, de 34 anos, mãe do bebê João Antônio, de seis meses, que morreu afogado no acidente. O desaparecimento de Valdelice foi confirmado pela tia dela, que também estava na embarcação. Uma menina de 10 anos também estaria desaparecida, segundo informações dos familiares dos passageiros, que estavam em frente ao portão da Ascade durante esta madrugada, aguardando por informações do Corpo de Bombeiros sobre as buscas.
De acordo com o coronel Luiz Blumm, do Corpo de Bombeiros do DF, o barco está a 17 metros de profundidade, com a proa (a parte da frente) ancorada no fundo do Lago Paranoá, posição que oferece risco para os 25 mergulhadores do Corpo de Bombeiros, que trabalham no caso. Isso porque a embarcação pode virar a qualquer momento. Assim, a busca por desaparecidos está limitada às margens do Lago.

As causas do acidente estão sendo investigadas, mas de acordo com o coronel Blumm isso não é o mais importante neste momento. “O clima agora é de foco total na busca por desaparecidos”, explicou.

Inquérito administrativo
A Marinha do Brasil abriu inquérito administrativo para apurar o acidente. De acordo com o delegado fluvial Rogério Leite, não está descartada a hipótese do comandante da embarcação, Airton Carvalho da Silva, de 28 anos, sofrer medidas administrativas, mesmo ele sendo habilitado para a função.

O delegado informou ainda que o barco passou por uma vistoria em novembro do ano passado e estava com a situação regularizada. Porém há indícios de superlotação, já que o Imagination tinha capacidade para 90 pessoas e pelo menos 104 estavam à bordo, já que 92 passageiros foram resgatados, além da tripulação, que soma 12 pessoas.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Powered by Blogger