javascript:; ~ INGÁ ONLINE

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Cooperativa que abastece feira em Brasília é suspeita de contrabandoA Receita Federal suspeita que a cooperativa que abastece uma feira em Brasília esteja contrabandeando ou subfaturando os produtos que oferece aos feirantes. Mais de R$ 1 milhão em produtos eletrônicos vindos da China foram apreendidos na Feira dos Importados, na manhã de hoje (8), em uma operação da Receita com a Polícia Federal.

De acordo com o inspetor chefe da Alfândega no Aeroporto de Brasília, Wagner Wilson de Castro, as notas fiscais apresentadas pela importadora Zoora, que intermediou a importação para a cooperativa de feirantes, registram o valor total de R$ 670 mil, bem inferior ao estimado pela Receita.

De acordo com o inspetor, a carga de computadore portáteis, tablets, telefones celulares e pen drives, entre outros eletrônicos, ficará retida até que os responsáveis comprovem a legalidade da importação. Ele informou que a cooperativa não tem autorização da Receita para importar. Segundo ele, o pedido da cooperativa para fazer operações de comércio exterior foi negado em novembro de 2010.

“Temos a suspeita de que, além dos problemas envolvendo as notas fiscais, vários produtos retidos não convergem com o número de série das notas [fiscais]", o que caracteriza, segundo o agente, atividade fraudulenta.

O inspetor aproveitou para fazer um alerta sobre os perigos de comprar produtos de procedência duvidosa. “Os consumidores precisam tomar alguns cuidados, como exigir o número de série, no caso de aparelhos eletrônicos, e tentar ao máximo fazer suas compras em estabelecimentos idôneos”.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Powered by Blogger