javascript:; Paranoá tem mutirão de combate à hanseníase ~ INGÁ ONLINE

sábado, 20 de agosto de 2011

Paranoá tem mutirão de combate à hanseníase

DF tem média de 300 casos por ano; Paranoá tem cerca de 25.
Diagnóstico da doença pode ser feito na primeira consulta.

Um mutirão de combate à hanseníase será realizado neste sábado (20) no Centro de Saúde 1 do Paranoá. Dermatologistas e médicos vão atender os pacientes das 8h às 17h, e aqueles que forem diagnosticados com a doença começarão a receber tratamento imediatamente.
De acordo com a coordenadora do mutirão, a enfermeira Maria Beatriz de Souza Miranda, é possível diagnosticar a hanseníase na primeira consulta. “A presença de mancha com alteração da sensibilidade indica a necessidade de tratamento. Quanto mais cedo o diagnóstico, maior a possibilidade de cura”, afirmou.
De acordo com a Secretaria de Saúde, são registrados cerca de 300 casos de hanseníase por ano no DF. O Paranoá está entre as cidades com maior ocorrência da doença, com aproximadamente 25 casos por ano. O tratamento pode durar entre seis meses e um ano, dependendo da gravidade e do estágio da doença.
 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Powered by Blogger