javascript:; Comemoração da Independência será marcada por protestos contra a corrupção ~ INGÁ ONLINE

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Comemoração da Independência será marcada por protestos contra a corrupção

No mesmo dia em que a Esplanada se vestirá de verde e amarelo para comemorar a Independência do Brasil, um grupo apartidário promete protestar contra a corrupção que assola o país. O movimento começou em uma página de relacionamentos na internet e, até o fechamento desta edição, mais de 23 mil pessoas tinham confirmado presença. A concentração da Marcha Brasil contra a Corrupção está marcada para as 9h da quarta-feira, no gramado em frente ao Museu da República. A partir das 10h, os manifestantes devem caminhar rumo ao Congresso Nacional pedindo o fim da corrupção, mais transparência na política e o término do voto secreto. Nenhum documento formal foi elaborado.

Na comunidade, os organizadores postaram que o evento terá caráter pacífico e não atrapalhará as festividades do Sete de Setembro. De acordo com uma das organizadoras, Lucianna Kalil, a marcha surgiu de uma insatisfação pessoal com o modo de condução da política brasileira. “Eram mil pessoas no grupo. Depois do escândalo com a Jaqueline Roriz, a adesão não parou de crescer”, comentou. Segundo ela, o intuito da passeata não é falar de um episódio específico, mas do processo de corrupção que o país vem sofrendo. “Tanto que orientamos para que nos cartazes não se escrevam nomes de políticos”, disse. Grupos partidários chegaram a oferecer apoio financeiro, mas a organização negou a proposta.

No último sábado, cerca de 50 pessoas se reuniram para pintar as faixas no pátio do Museu da República. “Eram pessoas que eu nunca tinha visto na vida e compartilharam da revolta que eu tenho”, contou Lucianna. A princípio, a marcha seria realizada em 28 de agosto, mas, em função dos protestos convocados para outro evento, que ocorrerão em todo o Brasil, os organizadores da Marcha Brasil contra a Corrupção mudaram a data para o dia das comemorações da Independência.

Estimativas
Para as festividades oficiais, são esperadas 35 mil pessoas. O público vai assistir ao tradicional desfile a partir das 9h. A cerimônia será composta por marchas civil e militar. Cerca de mil homens do Exército e 1,2 mil estudantes do Distrito Federal caminharão pela Esplanada no sentido Palácio do Planalto -Rodoviária fazendo as apresentações. O tradicional Esquadrão de Demonstração Aérea, a Esquadrilha da Fumaça, fechará o dia festivo.

Pela primeira vez na história dos desfiles cívicos, uma mulher fará a revista da tropa, isso porque a tradição manda que o ritual seja executado pelo presidente do país. Embalado pela presença de Dilma Rousseff, o Exército aumentou o efetivo feminino na parada, mas não sabe o número exato de mulheres que participarão. O Exército desfila com mil militares a pé, 70 viaturas operacionais e 250 cavaleiros. Já a Polícia Militar marcha com 525 policiais, 29 viaturas, 122 cavalos e 3 helicópteros.

No período vespertino, a Praça da Independência será palco de apresentações culturais, turismo cívico e feira de economia solidária. A infraestrutura do evento contará com arquibancadas cobertas para 20 mil pessoas, sistema de som, três telões, 300 banheiros químicos, 35 pontos de distribuição de água e 15 postos de saúde. Os custos foram de R$ 899.960.

O trânsito na Esplanada será interditado das 5h50 até o fim do desfile, entre as 12h e as 13h. O Batalhão de Trânsito organizará as vias bloqueadas e garantirá o fluxo nas pistas alternativas com 70 homens, 10 viaturas e 16 motos. Foram destacados 841 policiais militares e 27 viaturas. O DFTrans informou que as empresas têm autorização para aumentar a circulação de ônibus que vão para a Esplanada dos Ministérios. As demais linhas funcionarão nos horários de feriado e domingo.

Na rede
Brasileiros de pelo menos 20 capitais estão se organizando pela internet para protestar no Sete de Setembro contra a corrupção. Em São Paulo, estão previstos eventos na Avenida Paulista, como o desfile da escola de samba Unidos contra a corrupção. Os líderes dos movimentos se declaram apartidários e dizem querer levar às ruas a indignação de boa parte dos brasileiros com a impunidade.

Programação
8h45 – Chegada da presidente ao local do desfile, toques de clarim e Salva de Gala. Apresentação da tropa

8h50 – Revista às tropas

9h – Chegada da presidente ao palanque. Ela estará escoltada por batedores. Execução dos hinos Nacional e da Independência

9h15 – Início do desfile Abertura com entrada do fogo simbólico colhido na Pira da Pátria, desfile cívico-escolar e,
na sequência, desfile militar.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Powered by Blogger